sábado, 2 de novembro de 2013

Eutanásia


Como eu já tinha falado anteriormente, estive a fazer um trabalho sobre a eutanásia..


Qual e a vossa opinião sobre este assunto? 
Se concordarem mas tiveram algumas imposições podem dize-las


13 comentários:

  1. Um tema muito polémico sem dúvida... não sou contra desde que todas as hipóteses tenham sido consideradas, ou seja, uma avaliação cuidadosa e exaustiva do ponto de vista médico. A única dúvida é saber se conseguimos fazer essa avaliação e acompanhamento sem falhar...

    ResponderEliminar
  2. Vou falar por mim, é mais fácil. É um tema delicado e no qual já pensei várias vezes como possível doente mas também como profissional de saúde.

    É um tema que já falei com a minha família e eles sabem que preferia não viver a estar presa a uma cama em estado vegetativo. Ninguém sabe se um dia poderia recuperar, é verdade. Ninguém sabe o que sente/vê/pensa a pessoa que está assim, mas esta seria a minha decisão. Espero que eles (e eu, claro) não tenham que passar por esta situação...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Na minha opinião acho que em certos casos devia ser permitido, pois estar vivo e estar preso a uma cama sem poder fazer nada e estando a sofrer, acho que seria melhor optar pela eutanásia.é claro que existem casos e casos, mas nada melhor do que os médicos para avaliar a situação de cada um.

    ResponderEliminar
  4. No 10º ano em filosofia fiz um trabalho exatamente sobre o mesmo tema. Eu acho que é um assunto delicado e que causa muita polémica, mas sou de acordo. Acho que o médico deve avaliar o estado da pessoa e ter a certeza absoluta que nada mais à a fazer e se for então essa a decisão das pessoas, não deviam impedir. Não é justo uma pessoa estar a sofrer sem querer.

    ResponderEliminar
  5. Só recentemente ouvi falar de eutanásia pelo que ainda não tenho uma opinião 100% segura, mas sinceramente sou a favor. Se alguém está a sofrer dores intensas e incuráveis e for a sua própria decisão de pôr termos à vida, então sou a favor. Ninguém merece sofrer eternamente. Tudo depende da vontade do doente e essa mesma deve ser respeitada. Mas claro que também depende da situação.

    Obrigada pelas tuas palavras e pela força <3

    ResponderEliminar
  6. Depende da situação, mas se a pessoa está em dor constante e sem vontade de viver (ultrapassando claro o diagnósticos de depressão...para isso há tratamento) ou simplesmente sem vida, agarrado a uma cama, em estado vegetativo, ...não vejo como pode uma pessoa ter uma vida digna assim... :/ sou a favor se tudo for ponderado e tentado Apenas como ultimo recurso e se for vontade do doente.

    ResponderEliminar
  7. Este assunto dá realmente para muitas dissertações mas eu concordo que a eutanásia seja praticada em situações de grande sofrimento e que a cura, o tratamento ou melhores dias não sejam previstos. Não faz sentido um doente, em coma que pode nunca acabar, continuar a ocupar aquela cama de hospital e a "obrigar" os familiares a lá irem. Não faz sentido uma pessoa a sofrer com cancro cujo tratamentos não estão a resultar, "obrigarem" essa pessoa a sofrer assim. São dias e dias em que têm de tomar algo para disfarçar as dores mas elas estão lá.

    Não sei se consegui ser clara.

    ResponderEliminar
  8. Sou a favor: como já li em algum lado, há coisas piores que a morte. Primeiro tem de existir uma avaliação exaustiva por parte dos médicos para garantir que não há mesmo nada a fazer, a partir daí, acho que deve partir da pessoa escolher o seu próprio caminho...

    ResponderEliminar
  9. O problema da eutanásia não parte só pela condição clínica da pessoa mas sim pelo poder de decisão. Poucas pessoas neste mundo devem achar melhor alguém viver acamado do que morrer, o sofrimento é algo que mexe conosco. A questão é: quando o doente NÃO ESTÁ CONSCIENTE quem é que decide? O Médico? A mãe? O marido?
    Eu gostava que fosse possível realizar eutanásia, o problema é como se decide isso...e sinceramente há algumas formas clínicas que fazer coisas semelhantes :)

    ResponderEliminar
  10. eu concordo no caso das com cancro que, desculpa a expressão, já estão mais vivas que mortas. mais vale acabar logo com o sofrimento. o pior é que se se legalizar vai passar a ser usado não só nesses doentes, mas em muitos casos não deveriam ser usados! por isso concordo em parte, ou seja, se for só mesmo usado quando já "não há nada a fazer" e é melhor parar o sofrimento....

    ResponderEliminar

Olá =) obrigado por me visitarem :)
Desculpem mas não irei responder a todos os comentários.. Mas quando responder será no blog da pessoa e no meu próprio blog..

Kiss*