terça-feira, 8 de julho de 2014

Não contava com estas saudades




Tenho saudades dos tempos em Lisboa.. tenho saudades das horas passadas com o N.. Das conversas, dos risos, do deixar dormir na cama antes de ir trabalhar.. Das sandes de marmelada.. 
E quando vi para Leiria, PUF.. Eu já tinha dito aqui que tudo iria mudar, e tudo mudou.. Continuo a falar com ele é certo.. Ele veio aos meus anos, mesmo vindo de Lisboa de propósito (N deixa-me ficar com esta ilusão!), mas já não há os risos, as sestas, as sandes de marmelada.. As conversas estão em menos de metade. 
Estava habituada à presença dele e depois fiquei em choque da ausência dele.. Fez-me relembrar os momentos que passei quando o nosso namoro acabou.. As saudades que tive, a falta que ele me fazia.. E agora estou a passar por algo tão semelhante.. Não fazia ideia que iria ser assim.. 
Não fazia ideia que tinha ficado tão habituada à presença dele.. 
Ainda me lembro de ele dizer que eu me atirava a ele.. Eu não sabia.. Mexer no cabelo enquanto falo é normal.. ok eu estive a prestar atenção e não faço isso assim tanta vez.. Fazia mais quando estava com ele.. Mas era tão inconsciente.. E tu também te atiravas a mim..  O fazeres questão de me acompanhar a casa mesmo eu dizendo que não era preciso.. Eu tive que dizer a mim própria tanta vez que era impressão minha.. Que não queria dizer nada.. Mas objetivo cumprido.. Consegui não me iludir..  

11 comentários:

  1. As saudades são o pior, mas tenta aproveitar ao máximo quando voltares a Lisboa :)

    ResponderEliminar
  2. Quando estiveres novamente com ele tens que aproveitar bem :)

    ResponderEliminar
  3. Pelo menos não te iludiste... já não foi mau, penso eu...

    ResponderEliminar
  4. Que pena, já nem fazem marmelada para as sandes. eheheh

    ResponderEliminar
  5. tens de ir visitá-lo e ele a ti mais vezes :)

    ResponderEliminar
  6. é perfeitamente normal sentires essas saudades. Se foi bom, é normal que sintas mais a ausência... :)

    ResponderEliminar
  7. Se não ficaste iludida, passas já a ser a minha ídola. ahahah
    Tens de me contar o truque para isso não acontecer :)

    ResponderEliminar
  8. Awwwn, isso de não querer acreditar com todas as provas à frente... i've been there. Acho que as saudades são normais :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não querer acreditar que nada é possível acontecer? Eu acredito bem nisso.. Não acredito é ele querer que aconteça alguma coisa

      Eliminar
    2. Lá está. Não acreditar que ele queira, mesmo com provas suficientes.
      Falo por mim: posso ter mil e uma provas para acreditar que quer mas basta-me uma, uma única, que vá contra isso para eu não acreditar. E isso tem-me prejudicado imenso. Faz-me criar dramas que não existem.
      Termos medo de nos iludirmos parece-me um jogo quase tão perigoso quanto iludirmo-nos.

      Eliminar

Olá =) obrigado por me visitarem :)
Desculpem mas não irei responder a todos os comentários.. Mas quando responder será no blog da pessoa e no meu próprio blog..

Kiss*