segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Fim da amizade: uma ponderação


São duas e meia da manhã (eu agendei o post) e.. não consigo dormir, dou voltas na cama, dou voltas no pensamento (tenho a puta de uma melga a chatear-me literalmente). 
O meu pensamento está, será que vale a pena lutar pela amizade do N.. 
Devem estar a pensar: ele arranjou uma namorada não foi um certificado de "não amizades".. Mas para mim significa perder a amizade que eu estava habituada a ter.. Para mim é totalmente impossível continuar com a amizade que tinha com ele.. Para mim é impossível eu continuar a "tentar"fazer flirt com ele, o atirar-me a ele inconscientemente ou conscientemente, a atração sexual.. Mas era disso que eu gostava da amizade dele, era esse à vontade.. Mas eu não posso.. 

Basicamente acreditar numa amizade assim, nestes meios é como acreditar no Pai Natal.. Acreditamos durante uns tempos, e depois vão havendo pormenores que nos fazem suspeitar que afinal o Pai Natal não existe, e depois chegamos à verdadeira e derradeira constatação que ele não existe. 

Estou dividida em tomar a decisão de afastar-me e continuar com a amizade ou afastar-me completamente.. Porque esta segunda opção vai acontecer, pode demorar meses ou anos, mas vai acontecer.. Será que devo adiar o inevitável?

P.s. isto não tem a ver com possíveis sentimentos que possa ter, mas tem a ver com os meus princípios de limites que se pode ter com um amigo que tem alguém

5 comentários:

  1. Acho que deves afastar-te, pelo menos por enquanto. Isso não te faz bem.

    ResponderEliminar
  2. Enquanto não te afastares não tens espaço na tua vida para mais ninguém...

    ResponderEliminar
  3. acho que fazias bem em afastares-te dele. é impossível sermos amigos de uma pessoa que amamos ou amavamos

    ResponderEliminar
  4. Ui! Não concordo nada com isto!
    Primeiro porque se estava dependente de um futuro romantico então era porque não era uma amizade verdadeira e eu não acredito nisso. Acho que és amiga do N. a sério e que não estavas pura e simplesmente a fingir uma amizade enquanto esperavas pelo resto.
    Segundo, porque não tens de mudar a forma como te relacionas com o N. por ele ter uma espécie de alguém na vida dele. Não muda quem ele é nem o tipo de amizade que podes ter com ele, nem as piadas, nem nada.
    Terceiro ( e desta tenho a certeza absoluta), a pessoa não é ciumenta nem possessiva, nem lhe passa pela cabeça limitar de qualquer forma, maneira ou feitio as amizades e outros relacionamentos que o N. tem e ele sabe disso muito bem, por isso tenho a certeza que ele não vai passar a comportar-se de forma diferente contigo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas.. o meu problema é o facto de quando estou com ele sentir atraída por ele.. e isso eu não gosto de estar quando a outra pessoa não está solteira e disponível.. Não a amizade não era à espera de algo mais, era verdadeira, mas também tinha esperança de o esquecer então antes de isto acontecer, e quando aconteceu o caramelo trocou-me as voltas.. E isso eu não posso deixar acontecer, por isso a decisão de me afastar um bocado..
      Acredita que este afastamento me custa mais a mim do que ao N

      Eliminar

Olá =) obrigado por me visitarem :)
Desculpem mas não irei responder a todos os comentários.. Mas quando responder será no blog da pessoa e no meu próprio blog..

Kiss*