sábado, 16 de abril de 2016

Sou complicada, e tu? |1 capitulo, 1ª parte

Hoje vou apresentar-vos o inicio do que pode vir a ser o meu livro =)


Margarida chegou ao café onde se ia encontrar com as suas amigas de infância, Rita e Clara. Todos os meses tentavam encontrar-se pelo menos uma vez por mês para nunca perderam contacto. Como é fácil perder o contacto com amizades antigas, o tempo passa, as responsabilidades começam a aparecer, estudar, trabalhar, namorados e afins, e o tempo livre para as amizades começa a ser cada vez mais pequeno.
Mal entra no café começa logo à procura delas, como detesta aqueles 5 segundos em que se sente completamente perdida. Mas percebe num instante que ainda não chegaram. Escolhe uma mesa no canto do café junto à janela, tira um livro para não se sentir tão sozinha enquanto espera pelas suas amigas.
-Olá Margarida, não sabes mesmo sair de casa sem um livro pois não? – diz Clara.
-É muito fácil, é só deixá-lo em casa e não mete-lo na mala. – reforça a Rita.
-Se vocês não chegassem atrasadas eu não tinha começado a ler- resmunga brincando a Margarida. As suas amigas nunca entenderam a sua grande paixão pelos livros. Se calhar porque nunca conseguiram abster-se completamente do ambiente que as rodeia e entrar completamente na história. Deixar-se ser a personagem principal e deixar-se seduzir pelos seus amantes. As personagens são os seus amores e nunca nenhum homem real a fez suspirar como elas.
Clara era alta, morena, cabelo totalmente liso e uns olhos verdes de fazer inveja, enquanto Rita era mulata de cabelo preto totalmente encaracolado e olhos grandes e negros que fazem lembrar chocolate negro. Às vezes invejava a sua aparência, sentia-se tão deslavada ao pé delas com a sua pele branca, cabelo loiro e olhos azuis, sentia-se totalmente sem cor. Mas uma coisa que não mudava era sua altura de 1.50m que provocada sempre brincadeiras com as suas amigas que tinham mais de 1.65m.
-Para de resmungar com os nossos atrasos oh geek – ri-se Rita- Nós hoje vamos ter companhia, ontem conhecemos uns gatos militares e eles vêm ter connosco.
-Sinceramente não percebo essa vossa mania por fardas- responde Margarida. Não gostava destas surpresas, não gostava que mudassem assim os planos. Ficava com o coração acelerado, aumentava a temperatura e começava logo a suar.
-Então é para nos porem a marchar- e com esta começam todas a rir-se até que reparam que têm cinco homens a olhar para elas. 


[Texto Original. Não copiar sem autorização]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Olá =) obrigado por me visitarem :)
Desculpem mas não irei responder a todos os comentários.. Mas quando responder será no blog da pessoa e no meu próprio blog..

Kiss*